Alunos de Escola Municipal Visitam Empresa de Transformação de E-lixo

ALUNOS DE ESCOLA VENCEDORA DO 1º TORNEIO INTERCOLEGIAL GREENK VISITAM EMPRESA DE TRANSFORMAÇÃO DE ELETROELETRÔNICOS

Depois de conquistarem o 1º lugar em gincana ambiental, alunos de São Caetano conferiram, na prática, como funciona o processo de transformação de equipamentos eletroeletrônicos velhos e usados em peças e matéria-prima para a indústria, conforme as normas da Economia Circular.

 

Cerca de 40 alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Arquiteto Oscar Niemeyer, de São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, visitaram o Sinctronics, empresa de Sorocaba que transforma eletroeletrônicos em matéria-prima e peças para novos produtos, nesta quinta-feira, 28 de junho.

A visita monitorada é uma premiação conquistada pela escola que foi a grande vencedora do 1º Torneio Intercolegial Greenk, uma inédita gincana ambiental que mobilizou mais de 80 mil alunos de 86 escolas públicas e particulares de São Paulo.

 

 

Os alunos da Escola Municipal Oscar Niemeyer arrecadaram a impressionante marca de 15,6 toneladas de lixo eletrônico. Como prêmio, a escola ganhou também um laboratório de informática com 20 computadores, todos equipamentos remanufaturados e certificados a partir do processo de logística reversa e da Economia Circular.

Em visita ao Sinctronics, os alunos puderam ver, de ponta a ponta, todo o processo de recolhimento, separação e transformação dos equipamentos eletroeletrônicos velhos e usados em novas peças novas ou matéria-prima para a indústria.

Depois, os alunos ainda visitaram o FIT – Instituto de Tecnologia que faz parte do grupo Flex.

 

Saiba mais sobre o Movimento Greenk
Com inúmeros componentes químicos altamente tóxicos, como o alumínio, mercúrio, brumo, chumbo, entre outros, o e-lixo, se descartado incorretamente, pode contaminar solos e lençóis freáticos causando enorme risco à saúde. Por outro lado, se descartados da maneira correta, a quase totalidade de e-lixo pode retornar à indústria como matéria-prima para fabricação de novos equipamentos, seguindo as normas da logística reversa e da Economia Circular.

Segundo relatório da ONU, o Brasil é o segundo maior produtor de e-lixo das Américas (atrás apenas dos Estados Unidos), e sétimo maior do mundo, com mais de 1,5 mi de toneladas geradas por ano. Atualmente, apenas 3% deste total é descartado corretamente, contra 36% do México e 22% dos EUA, por exemplo. Os países que lideram o descarte correto do lixo eletrônico no mundo são Suíça e Noruega com 74%.

O Movimento Greenk foi criado para conscientizar a sociedade sobre a importância do descarte correto do lixo eletrônico, principalmente do e-lixo das chamadas linhas verde e marrom (computadores, smartphones, tablets, fios, baterias, carregadores, monitores, aparelhos de tv e rádio, entre outros). Greenk é a junção das palavras “Geek” (apaixonado por tecnologia) com “Green” (verde e meio ambiente). A ideia é exatamente esta: reunir diversas atrações do universo geek, como tecnologia, games, youtubers, cosplays, moda, atitude, música, drones, para conscientizar e mobilizar as pessoas para o descarte correto do e-lixo.

Com forte atuação nas redes sociais, o Movimento Greenk realiza várias ações educativas em parques e escolas e, com o apoio de parcerias estratégicas, tem realizado conquistas concretas para a sociedade. Recentemente, em parceria com a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente da cidade de São Paulo, anunciou a implantação de 15 pontos públicos de coleta de lixo eletrônico nos principais parques do município. Uma iniciativa inédita, sem nenhum custo para os cofres públicos, graças ao patrocínio do Principado de Mônaco.

 

 

 

 

 

Você deve estar logado para publicar um comentário.