Em meados de 2018, Greta faltou a escola e seguiu em direção ao prédio do Parlamento Sueco carregando um cartaz