Amazônia tem aumento de 54% de desmatamento*

Segundo a FEPASP, a Amazônia está atingindo o seu limite. Caso isso aconteça, as chuvas na floresta diminuiríam a ponto de virar um enorme cerrado. 

Em janeiro de 2019, o SAD (Sistema de Alerta de Desmatamento) registrou 108 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia. Esse valor significa um aumento de 54% em relação ao mesmo período de 2018, 70 quilômetros quadrados. Os estados onde ocorreram o desmatamento foram Pará (37%), Mato Grosso (32%), Roraima (16%), Rondônia (8%), Amazonas (6%) e Acre (1%).

A fim de evitar que a Amazônia atinja um limite irreversível, pesquisadores sugerem a necessidade de não só controlar o desmatamento da região, mas também construir uma margem de segurança ao reduzir a área desmatada para menos de 20%.

Para isso, será preciso zerar o desmatamento na Amazônia e o Brasil cumprir o compromisso assumido no Acordo Climático de Paris, em 2015: reflorestar 12 milhões de hectares de áreas desmatadas, das quais 50 mil km2 na Amazônia. Cumprindo isso, as áreas desmatadas seriam em torno de 16% em 2030, e então estaríamos no limite seguro para que o desmatamento por si só não destrua com o bioma de forma irreversível.  

Faça a sua parte cobrando das autoridades e descartando corretamente o seu lixo.

fonte https://imazon.org.br/publicacoes/boletim-do-desmatamento-da-amazonia-legal-janeiro-2019-sad/

Você deve estar logado para publicar um comentário.