Games

Sony lança o controle que pode definir o futuro dos jogos de tiro em realidade virtual

Ainda que seja o gênero mais popular dos games, o tiro em primeira pessoa ainda não se provou exatamente confortável – sem provocar náuseas – e divertido no terreno da realidade virtual.

Mas a Sony, após anos de desenvolvimento, lança hoje o experimento mais ambicioso – até agora -utilizando a tecnologia. Com a promessa de um futuro longevo para os FPS em VR, o Aim Controller é um acessório para PlayStation VR, no formato de um rifle.

O controle trabalha com sensor de movimentos na ponta, permitindo que o jogador aponte e atire diretamente para o que vê no óculos. O objetivo é tornar o manuseio o mais intuitivo possível, incluindo ainda botões e controle analógico dedicado para movimentação. Dessa forma, mãos e olhos ficam livres para pontaria.

O estúdio Impulse Gear – especializado em realidade virtual – desenvolveu um jogo com a expectativa de provar que o Aim Controller pode ser a solução. “Farpoint” é um sci-fi em primeira pessoa, que transforma o acessório em uma dezena de armas futuristas.

O game pode ser comprado separadamente, para ser jogado normalmente com DualShock, ou no bundle incluindo o Aim Controller, vendido por 79 dólares.

As primeiras críticas dão conta de que não se trata de uma revolução no modo de se jogar um FPS, mas que a iniciativa da Sony é um primeiro vislumbre do vem por aí.

Fonte: B9

Posts Relacionados
Lançamentos Apple – 2018
Star Wars: Os Últimos Jedi
WhatsApp beta começa a exibir aviso em mensagens que foram encaminhadas

Comente

“Greenk informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de Greenk gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”