CINECLICK
9 de maio de 2017 - 15h14

Não vai ter Guillermo del Toro e nem será uma continuação dos filmes anteriores, mas Hellboy voltará às telonas.

 

 

Mike Mignola, o criador de Hellboy, anunciou em seu Facebook um novo filme do personagem. Neil Marshall assina a direção e David Harbour, de Stranger Things, assumurá o papel principal no lugar de Ron Perlman.

 

 

Ainda não existem detalhes, mas Mignola afirma que o filme terá censura R (17 anos nos EUA). Recentemente, Guillermo del Toro, diretor dos dois longas estrelados por Perlman, afirmou ter feito reuniões com Mignola para falar do terceiro filme, mas, posteriormente, o diretor mexicano disse que a sequência não aconteceria.

 

 

 

 

A produção é da Millennium Films, segundo o Hollywood Reporter. O título provisório seria Hellboy: Rise of the Blood Queen, com roteiro escrito por Mignola, Andrew Cosby e Christopher Golden.

 

 

Nas HQs, a Rainha de Sangue Nimue é a maior de todas as bruxas. Ela viveu na era arthuriana e era amante de Merlin, antes de traí-lo. Só que Nimue enlouqueceu e as outras bruxas acharam melhor matá-la e espalhar os pedaços pela Terra.

 

 

Aparentemente, Mignola, que nunca apoiou publicamente os filmes anteriores, terá mais controle sobre a nova versão. E com a direção de Neil Marshall, que despontou com Abismo Do Medo, certamente o horror será parte importante da trama.

 

 

O último filme do personagem, Hellboy II – O Exército Dourado, era mais voltado para a aventura, tinha classificação 13 anos e foi lançado nos cinemas em 2008.

 

 

Fonte: CINECLICK

Compartilhe

  • Temas

  • games
  • sustentabilidade
  • economia circular
  • e-lixo
  • esl
  • e-sport
  • drones
  • drone zone
  • cosplay
  • cosplaybr
  • mirante lab
  • arena do conhecimento
  • editora abril
  • palestra
  • influenciadores
  • youtube
  • greenktechshow
  • bienaldoibirapuera
  • musica
  • video
  • hit
  • desafio
  • beyou
  • terror
  • Cineclick
  • O Iluminado
  • A Autópsia
  • Os Outros
  • Silent Hill

Comente

“Greenk informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de Greenk gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”